Textos - Ciúme Doentio

ADULTO

Ciúme Doentio

O Ciúme é uma emoção considerada normal e natural. Ela é a manifestação da consciência de que este outro que faz parte da minha vida também faz parte de outras relações que muitas vezes não me pertence. O ciumento se ressente que a atenção e a afeição que são dedicadas a ele também sejam compartilhadas com outras pessoas. A presença do ciúme em determinado nível demostra que a pessoa esta envolvida emocionalmente com a outra e sendo assim teme a perda desta para um terceiro, e este receio é natural.

Este sentimento vem do início da vida quando a criança percebe que entre ela e a mãe existe um terceiro o pai ou outro por quem a mãe dedica seu amor, além de outras coisas no mundo que a mãe tem interesse.

Em determinado nível o ciúme aquece a relação e aquele que é objeto do ciúme percebe a importância que ele tem para a outra pessoa, sentindo-se muitas vezes lisonjeado por inspirar tal sentimento.

O ciúme deixa de ser aceitável quando ele passa de uma sensação de insegurança natural, pela percepção de que o amado faz parte de um mundo maior ao da relação, à um sentimento de posse.

Quando o ciumento tenta evitar que a pessoa amada se relacione com outras pessoas e passa a limitar a liberdade deste, o ciúme deixa de ser normal e passa a ser doentio.

A manifestação do ciúme doentio muitas vezes não é justificada pelo parceiro e nestes casos diz mais respeito ao sentimento de insegurança e baixa autoestima da pessoa ciumenta. O ciumento se inquieta frente ao companheiro e de uma forma obsessiva mede em detalhes os movimentos deste, procurando provas que justifique o que esta sentindo e exige do parceiro manifestações que lhe inspire segurança. Estas manifestações são sempre insuficientes, já que este sentimento faz parte de uma condição emocional da pessoa ciumenta. O ciumento se tortura e tortura o outro e a relação do casal fica afetada pela insegurança.

A pessoa portadora do ciúme patológico sente diversas emoções como: raiva, tristeza, medo, humilhação, ressentimento, autocomiseração, ruminações, insônia e possíveis ações agressivas e violentas.

No entanto quando a presença do ciúme gera consequências mais sérias é por que esta associada a transtornos de personalidade, o alcoolismo, drogas ou ainda a casos mais severos como a psicose.

Frente ás manifestações frequentes de ciúme em uma relação é importante que o casal reafirme os vínculos de confiança de forma saudável para ambas as partes. Tentando identificar o que motiva o ciúme e verificando o que pode ser feito a fim de que a pessoa ciumenta se tranquilize.

Em casos em que o ciúme é doentio, as tentativas de reforço dos vínculos de confiança não serão o suficiente, pois diz respeito ao estado de perturbação emocional da pessoa ciumenta. Nesta condição, a indicação é de um tratamento psicoterápico e em alguns casos ainda associada ao uso de medicamento.

Rosângela Martins
Psicóloga
CRP 07/05917






Localização do Consultório:
Psicóloga no Centro Histórico de Porto Alegre:
Rua Gen. Andrade Neves, 155 conj. 63 – Centro - Porto Alegre - Telefones: (51) 3225.1171 e (51) 98337.4242
Psicóloga Adolescentes e Adultos

Atendimento de segunda à sábado
rosangelamartinspsicologa@gmail.com