Textos - Ansiedade

ADULTO

Ansiedade

É comum ouvir as pessoas falarem sobre ansiedade ou fazerem referência de sentirem-se ansiosas, mas nem sempre sabem o significado desta palavra e se afinal ter ansiedade é algo normal ou não.

A ansiedade é um estado psíquico muito semelhante ao medo, porém, na ansiedade ocorre um medo vago, sem fundamento lógico, podendo ser irracional ou desproporcional ao objeto causador. É um estado afetivo, que se caracteriza por apreensão, inquietude e mal estar difuso.

A função da ansiedade é procurar o perigo, detectar o que pode não dar certo.

A ansiedade não é propriamente um fenômeno patológico, mas algo inerente à condição humana. Até um determinado ponto a ansiedade é um sinal de vitalidade servindo para despertar e motivar o organismo, sendo útil para a sobrevivência, uma vez que põe o organismo de sobreaviso quando surge algo que ameaça a estabilidade e integridade emocional. Tal sinal alimenta o replanejamento e a busca de saídas numa espécie de ensaio da ação.

Com um moderado desconforto, a ansiedade diária poupa o indivíduo de situações desagradáveis, deixando-o alerta e prevenido.

A ansiedade pode ter sua origem em circunstâncias externas, como a realização de algum trabalho especial. Estados emocionais como vergonha, conflito ou frustração, derivados da experiência cotidiana, também provocam ansiedade. Porém, as principais causas da ansiedade estão ligadas a questões inconscientes.

Em algumas pessoas a ansiedade pode escapar ao controle e interferir na qualidade de vida. Para avaliar se isto está ocorrendo, podem-se observar alguns sinais como: irracionalidade, paralisia e intensidade.

A ansiedade serve para fazer o indivíduo agir, planejar, mas quando este fica em cima de questões infundadas, está demonstrando uma irracionalidade. Em alguns casos, devido à intensidade da ansiedade a pessoa não consegue resolver aquilo a que se propõe, sentindo-se paralisada, insegura e com perda da autoconfiança.

Deve-se prestar atenção às mensagens de suas emoções, buscando uma avaliação sobre determinadas condições da vida diária que possam estar desencadeando um elevado nível de ansiedade. Se não for o suficiente, é indicado que a pessoa procure um auxílio psicoterapêutico, com o objetivo de compreender quais os aspectos emocionais que estão disparando sua ansiedade.

Rosângela Martins
Psicóloga
CRP 07/05917






Localização do Consultório:
Psicóloga no Centro Histórico de Porto Alegre:
Rua Gen. Andrade Neves, 155 conj. 63 – Centro - Porto Alegre - Telefones: (51) 3225.1171 e (51) 98337.4242
Psicóloga Adolescentes e Adultos

Atendimento de segunda à sábado
rosangelamartinspsicologa@gmail.com